Au Pair: o que é? direitos e benefícios? como se tornar?


Oi, pessoal, tudo bem? O assunto do post é exatamente o que me motivou a fazer esse blog: o programa de Au Pair, um ponto que vai ser bastante abordado também nas postagens seguintes, pois vou estar começando o meu processo para o intercâmbio de Au Pair no início de 2017.

Pois bem, vim abordar por aqui algumas dúvidas que rondavam minha cabeça quando ouvi falar sobre Au Pair, e só depois de esclarecer cada ponto desses foi que decidi de fato dar entrada no processo e, tenho certeza que muita gente também vai ficar tentada a entrar nessa aventura também.

  • O que é?

É necessário, antes de tudo, saber a que se refere o intercâmbio, e colocar na cabeça que estamos sim tratando de um intercâmbio de TRABALHO + ESTUDO, em que, particularmente, eu atribuiria uns 70% pro trabalho e 30% pro estudo. Logo, o objetivo principal do intercâmbio não é necessariamente o estudo (embora você precise dessa parte para concluir o programa, o que vai ser falado mais a frente), mas sim uma imersão na cultura do país em que você vai viver, juntamente com o trabalho que você vai desenvolver. E que trabalho é esse? Se você ainda não descobriu, o programa de Au Pair é para levar meninas ou meninos de 18 a 26 anos para viver em um país estrangeiro, onde eles viverão com uma família e irão cuidar das crianças dessas famílias, bem como se responsabilizar tudo o que diz respeito a essas crianças, como alimentação, roupas sujas, levar e buscar na escola, dentre outras tarefas.

  • Direitos e benefícios?

Um dos grandes atrativos do programa de Au Pair, além da oportunidade de morar em um país estrangeiros, são as outras tamanhas vantagens que vem com o programa. Você vai trabalhar sim (e muito, não se engane), mas também vai ter a oportunidade de receber um salário semanal de $195,75 semanais + $500 para serem convertidos (você não poderá receber em espécie) em cursos de sua preferência no país. E sim, você precisa estudar para receber o seu certificado de Au Pair ao final do programa, tendo que concluir uma determinada carga horária de estudos e presenças nos cursos durante o seu ano de Au Pair. Além disso, a Au Pair só pode trabalhar durante 45h semanais, e sua carga horária não pode ultrapassar 10h diárias. Folgas? 1 dia e meio por semana + 1 fim de semana inteiro no mês + 2 semanas de férias remuneradas ao longo do programa.
Para seu Au Pair não é tão fácil quanto algumas pessoas julgam. Você passará por um processo seletivo, onde todos os pré requisitos terão que ser preenchidos e comprovados, o que torna o processo um pouco demorado, mas nada impossível, claro. Na verdade, tudo depende de você, do que você já fez e dos requisitos que já tem antes de dar entrada no processo. E quais são eles?

  • Ter de 18 a 26 anos
  • Carteira de Motorista (PPD ou CNH)
  • Ter, no mínimo, 200h de experiência com crianças (não familiares, e comprovadas por, no mínimo, duas pessoas diferentes)
  • Inglês, no mínimo, intermediário
Se você já tem tudo isso, já está bem encaminhada. No meu caso, o processo ainda vai demorar um pouco por só ter 1 comprovação com crianças, mesmo que já tenha mais de 200h. É necessário sim ter, ao menos, as 2 comprovações diferentes de experiências com crianças. 

  • Como se tornar?

Depois de dar uma olhada se você se encaixa no perfil de uma futura Au Pair, vem uma das partes mais complicadas: escolher uma boa agência. Mas entenda, seus direitos e deveres serão os mesmos em qualquer agência do programa Au Pair, o diferencial é a segurança e conforto que cada agência vai te passar, o que vai te fazer escolher a que se encaixa melhor com você. Existem várias agências que te oferecem o programa Au Pair, como a Cultural Care, Experimento, CI, STB, dentre outras. Além disso, você não fecha um contrato apenas com uma agência, e sim com duas. Mas como duas? É o seguinte: ao fechar seu contrato com sua agência no Brasil, essa agência possui uma correspondente no país em que você vai ficar, que vai te dar todo o suporte e apoio necessário quando você estiver no intercâmbio, o que torna o programa ainda mais seguro. As agências mais comuns do programa nos EUA (país mais procurado pelas Au Pairs) são a Cultural Care (mesma correspondente no Brasil), Au Pair Care (STB, CI e maioria das agências brasileiras) e a Au Pair in America (Experimento). 

Basicamente, é isso que você precisa ter em mente antes de decidir ser uma Au Pair. É necessário ainda fazer muita pesquisa e, claro, conversar com as agências em que você está interessado, buscar segurança no que elas dizem para ver qual te deixa mais seguro para fechar o programa. Espero que tenham gostado, deixem seus comentários no post sugerindo temas seguintes, e fiquem bem! Beijos.